Mário destaca trabalho continuo para sucesso da Semana do Meio Ambiente

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Com o objetivo de aumentar a conscientização e a preservação ambiental, a Prefeitura de Iguatu deu início às atividades da Semana do Meio Ambiente. O evento de abertura aconteceu na manhã da ultima segunda-feira, 06, no auditório da Escola de Música Humberto Teixeira, com coordenadores pedagógicos, representantes da Crede 16 e outros disseminadores de informações.

Representando o prefeito da cidade, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Iguatu Mário Rodrigues (PDT) destacou no evento que somente o trabalho contínuo das políticas de proteção ao meio ambiente, farão do evento um sucesso. “Acredito que prefeito é sensível à causa ambiental. Iguatu carrega ao longo de sua história uma série de desastres ambientais e somente transformando da semana um dia a dia do iguatuenses iremos obter sucesso”, afirmou Mário.

O presidente do legislativo Iguatuense que também tem como formação a engenharia agrônoma, destacou os atuais problemas da cidade quanto ao tema bem como os avanços na área. “Já avançamos muito na área, hoje não se queima mais pneus como antigamente, assimo como o lixo hospitalar. Os dois tipos de resíduos causavam um mal enorme. Sabemos que ainda temos as problemáticas do aterro sanitário embargado desde 2008, poluição de lagoas, escassez hídrica e saneamento básico, mas o trabalho é continuo e vamos vencendo passo a passo”, pontuou Mário Rodrigues. 

Presidente da Câmara participa de encontro Socioambiental

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O primeiro Encontro Socioambiental de Iguatu teve início nesta segunda-feira, 05, e vai até o sábado, 10, no campus multi-institucional Humberto Teixeira. O evento será coordenado pelo movimento ‘Faça Parte’ e conclama toda a sociedade para participar. Representando o legislativo municipal, esteve o vereador e presidente a Câmara Municpal de Iguatu Mário Rodrigues (PDT).

O encontro conta com o envolvimento de um conjunto de entidades de Iguatu visando à realização de ações diretas e práticas, discussões sobre a problemática ambiental e a convergência de diversas instituições e ações voltadas à proteção, recuperação e manutenção da qualidade ambiental.

Mário destacou o potencial ambiental de Iguatu que definiu como “Rico sistema de recursos hídricos do Ceará”, com um complexo de onze lagoas, dois rios (Jaguaribe e Trussu) que banham suas férteis terras.“A responsabilidade é de todos da sociedade e da população em preservar, conservar e recuperar o que já foi degradado”, afirmou Mário.

Durante o encontro serão realizadas, pelas entidades envolvidas, práticas, trilhas ecológicas, oficinas e implantação de tecnologias sustentáveis, em comunidades, universidades e escolas de nível fundamental e médio.

Presidente da CMI Mário Rodrigues representa legislativo em audiência sobre Hospital Regional de Iguatu

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Defensoria Pública do Estado do Ceará realizou nesta quarta-feira, 05, uma audiência pública na cidade de Iguatu, para debater sobre as políticas públicas, de competência do Estado e do município, direcionadas para a área da saúde. A audiência foi aberta à população no campus Multi-institucional Humberto Teixeira e contou com a participação de vereadores da Câmara Municipal de Iguatu (CMI).

O objetivo da ocasião era de fomentar a discussão sobre os resultados das inspeções realizadas pelo Grupo de Trabalho (GT) da Saúde no Hospital Regional de Iguatu. O presidente da casa legislativa iguatuense Mário Rodrigues (PDT) ressaltou a importância da audiência. “Se constrói uma saúde de qualidade com várias frentes. Trato a audiência como importante ferramenta pra ver que muito se avançou desde a primeira vistoria mais longe do que a população iguatuense merece”, avaliou.

Em novembro do ano passado, uma comitiva composta por cinco defensores públicos integrantes do GT averiguou a situação do Hospital Regional de Iguatu e recebeu a informação de que, à época, a unidade não havia sido aprovada nos quesitos de esterilização, deixando uma enorme lacuna para infecções hospitalares graves.

Em maio desse ano foi realizado uma nova inspeção na unidade de saúde. Na audiência além dos comparativos entres os relatórios de 2016 e 2017 foram celebrados acordos e metas a base de prazos visando novos avanços no setor.

A PREFEITURA DE IGUATU NÃO TROCA AS LÂMPADAS QUEIMADAS,POR QUE?

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Iguatu recebe todos os meses, recursos repassados pela Coelce da contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública  pagas pela população.

Os serviços não acontecem e a população fica a reclamar.

Esse dinheiro está sendo pago a uma empresa que tem dois funcionários e não presta os serviços.

Quem será os verdadeiros donos dessa empresa?

O Blog vai investigar e manter a comunidade informada.

Veja os recursos recebidos:

Data

Especificação

Arrecadado (R$)

16/01/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

166.407,30

13/02/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

273.488,04

06/03/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

145.959,42

16/03/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

262.433,24

15/04/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

289.109,07

18/05/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

352.325,89

12/06/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

363.733,56

21/07/2015

Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública

377.059,82

Mais de R$ 2.230.000,00( dois milhões,duzentos e trinta mil reais)

Para onde está indo esses dinheiro?

DEPOIMENTO DE DELATOR SOBRE CUNHA SERIA 'DEVASTADOR'

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

247 – Advogados que atuam na Lava Jato dizem que o depoimento do delator Júlio Camargo que comprometeria o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), seria "devastador". A informação é da colunista Mônica Bergamo.

Antonio Fernando, advogado do parlamentar, minimiza. Diz que está tranquilo e que os elementos disponíveis no inquérito, até agora, não "trazem preocupação".

No dia seguinte à deflagração da Operação Politeia, que cumpriu mandados de busca e apreensão em residências e escritórios de senadores, Cunha declarou que a Polícia Federal pode ir à sua casa "a hora que quiser". Deputado ainda foi irônico e pediu para não chegarem antes das 6h para não acordá-lo.

AÉCIO 'DORIAN GRAY' NEVES HOJE AFRONTA A DEMOCRACIA

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Jornalista João Paulo Cunha, um dos mais respeitados de Minas Gerais, compara o senador Aécio Neves (PSDB-MG) ao personagem Dorian Gray, de Oscar Wilde; "Em linhas gerais, o livro narra a história de um homem que leva uma vida dupla. Por obra de um pacto, Dorian tem sua existência voltada para a busca do prazer sem limites. Mesmo assim, mantém a aparência do corpo e as cintilações da virtude, enquanto um retrato a óleo, pintado com sua imagem de corpo inteiro, envelhece e abriga as rugas do tempo e marcas de seus pecados de alma", diz Cunha; "Aécio Neves tem muito de Dorian Gray. O retrato que o protegeu do peso da realidade foi o fosso criado entre suas ações e a opinião pública"; segundo o jornalista, desde que perdeu as eleições, Aécio teve seu verdadeiro retrato revelado; "Está colada nele, agora para sempre, uma postura odiosa, iracunda, incapaz de diálogo"; leia a íntegra

Implantação de barreiras eletrônicas no Distrito de Alencar – Iguatu/CE

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O número de equipamentos eletrônicos para controle de velocidade e acidentes frequentes de trânsito começa a ser implantado no distrito José de Alencar- Iguatu, para melhorar a segurança de pedestres na travessia de ruas e diferentes pontos do distrito, Experiências em várias cidades demostram que um dos meios mais eficazes para reduzir o número de mortos e feridos em acidentes de trânsito é a adoção de um programa de fiscalização eletrônica.

O Brasil é um dos primeiros países a utilizar a fiscalização eletrônica de velocidade através de equipamentos fixos, com a instalação das primeiras Lombadas Eletrônicas em 1992, e tem hoje um dos mais exitosos programas de monitoramento de trânsito. Dados do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte - mostram que a implantação da fiscalização eletrônica em pontos críticos das rodovias federais e em trechos de vias urbanas e pequenos distritos contribuíram para a redução de aproximadamente 70% dos acidentes de trânsito.

O trabalho conjunto e a solicitação entre os vereadores Mário Rodrigues, Vicente Reinaldo e Eliane Lavor junto à deputada estadual Mirian Sobreira, buscam soluções para o combate de acidentes, redução da velocidade e segurança no trânsito. “A Polícia não faz tudo sozinha”. É necessária uma integração, entre politicos e administração para melhor segurança entre pedestres, motociclistas e condutores de veículos em geral, esses já são os passos inicias do projeto em questão.

As Barreiras eletrônicas são redutores de velocidade. Ao contrário dos radares que registram infração de velocidade acima da permitida para a via, as barreiras registram sempre velocidade máxima de 40 km/h. Assim, ao encontrar uma barreira numa via de 60 ou 70 km/h, o condutor precisa obrigatoriamente reduzir a velocidade naquele ponto para 40 km/h e evitar futuras ocorrências.

Para os que não compreendem ou não querem compreender porque é necessário respeitar a velocidade máxima, o uso do equipamento indica claramente que a velocidade deve ser reduzida. Para outros, a presença do equipamento representa um local mais propenso a acidentes ou atropelamentos e por isso é importante reduzir a velocidade de forma eficaz. O equipamento tem ampla e exitosa aplicação em proximidades com escolas e locais com intenso fluxo de pedestres.

Fiscalização autua comércio e uso irregular de agrotóxicos nas regiões do Cariri e Centro Sul

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A 1ª ação integrada de fiscalização da comercialização e do uso de agrotóxicos no Ceará em 2015 apresentou, em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira (30), no auditório da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), os resultados obtidos durante as duas etapas. As fiscalizações ocorreram de 13 a 17 de abril, no Cariri, e de 15 a 19 de junho deste ano, no Centro Sul, totalizando 26 autuações em estabelecimentos comerciais e mais 39 autuações pelo uso inadequado de agrotóxicos em propriedades rurais.

 O promotor de Justiça auxiliar do Centro de Apoio Operacional de Proteção à Ecologia, Meio Ambiente, Urbanismo, Paisagismo e Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (CAOMACE), Amisterdan de Lima Ximenes, declarou que, ainda nesta semana, encaminhará uma representação à Câmara Municipal de Iguatu contra o vereador Francisco Nelho Bezerra em razão do “embaraço” causado pelo parlamentar com o intuito de impedir o fiel cumprimento da lei, numa das propriedades de grande porte.

 A ação integrada possui representantes de oito instituições envolvidas. Para falar com os repórteres presentes, foram convidados o subcomandante do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, major Mota; o auditor do trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, Sérgio Carvalho; o engenheiro da Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará, Flávio Rêgo; o vice-presidente do CREA-CE, Ubiratan Sales; o promotor de Justiça Amisterdan Ximenes; o gerente de área vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), Daniel Aguiar; e o representante da Semace, Pablo Bonfim.

 Durante a primeira etapa, na região do Cariri, foram fiscalizados, no período de 13 a 17 de abril, os municípios de Barbalha, Brejo Santo, Missão Velha, Mauriti, Penaforte, Jati e Juazeiro do Norte. Dos 18 comércios fiscalizados, 11 foram autuados e das 20 propriedades rurais fiscalizadas, 16 apresentaram irregularidades no uso de agrotóxicos e foram autuadas. A segunda etapa, ocorrida de 15 a 19 de junho na região Centro Sul, abrangeu os municípios de Acopiara, Quixelô, Iguatu, Cariús e Icó. Desta vez, foram autuados 15 comércios e 23 propriedades rurais.

 Em sua apresentação técnica, o representante da Adagri observou que quase 80% dos municípios cearenses possui possui sua produção de hortifrutigranjeiros classificada como “crítica” quanto aos níveis de agrotóxicos empregados. Os 20% restantes são considerados como “vulneráveis” ao uso das referidas substâncias químicas em desconformidade com a indicação do fabricante.

 Os principais desafios consistem na falta de assistência técnica, no trabalho de educação ambiental e na mudança da cultura de reutilização das embalagens de agrotóxicos, as quais têm sido empregadas erroneamente como cocho para animais e até como reservatório para água. Além disso, as fiscalizações encontraram funcionários trabalhando de forma análoga à de escravo e sem equipamentos de proteção individual, venda de agrotóxicos sem o devido receituário agronômico, falta de documentação e o descarte inadequado das embalagens vazias de agrotóxicos, dentre outros.

VOLTA DO MARIORODRIGUES.NET DIA 15/06/2015

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

o

O Blog mariorodrigues.net volta na próxima semana dia 15/06

Matérias relativas a CPI do aterro sanitário,depoimentos e provas dos furtos e desvios de recursos serão levadas ao conhecimento da população.

Entidades criticam falta de soluções concretas para crise da saúde no Ceará

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Apesar das ações apresentadas pelos gestores da Saúde, em Fortaleza e no Ceará, com o objetivo de minimizar problemas como superlotação e falta de medicamentos, entidades de defesa da Saúde criticaram nessa terça-feira (9) a ineficiência das ações no cotidiano da população.

Durante audiência pública na sede do Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, a secretária de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, e o secretário estadual de Saúde em exercício, Henrique Javi, relataram as políticas de Saúde das administrações. Eles justificaram a dificuldade de chegar a soluções com fatos relacionados ao subfinanciamento da Saúde e à nova dinâmica da população, devido ao aumento da expectativa de vida e a pacientes vítimas da violência. A audiência faz parte de inquérito civil que apura a crise da Saúde pública no estado.

A secretária municipal disse que a crise não é composta de fatos novos. No entanto, em um cenário de cortes fiscais, a administração municipal segue investindo 26% dos recursos orçamentários em Saúde (o limite constitucional mínimo é de 15%), conseguiu reformar e construir postos de Saúde, com investimentos de R$ 80 milhões, e planeja construir outras 24 unidades. Ela informou que o suprimento de medicamentos e outros insumos nos postos deve se regularizar até o fim desta semana. Os investimentos refletem, segundo ela, a decisão da gestão de fazer do atendimento primário o centro da atenção à Saúde da população.

A advogada Laciana Farias Lacerda, da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/CE), rebateu o argumento da secretária. Ela relatou que, conforme denúncias feitas à comissão, os postos de Saúde não faziam exames de papanicolau desde setembro do ano passado. “Se um exame que tem o objetivo de evitar o câncer do colo de útero não está sendo feito, qual a prioridade que estamos dando?” – questionou.

O secretário Henrique Javi citou a defasagem dos valores pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aos hospitais conveniados como causa de várias instituições não conseguirem manter o atendimento público. Segundo ele, as tabelas do SUS não sofrem reajuste efetivo há pelo menos 15 anos. “Eu costumo dizer que saúde não tem preço, mas tem um custo. Manter um paciente em um leito de UTI custa cerca de R$ 2,3 mil por dia. Porém, como conviver com esse valor quando a tabela do SUS diz que paga somente R$ 400?” – indagou.

A promotora de Justiça de Defesa do Direito à Saúde, do Ministério Público do Ceará, Isabel Porto, lamentou que após vários debates sobre o assunto não haja encaminhamentos concretos. “A fala dos gestores reflete o conhecimento das questões da Saúde, mas ficamos tristes ao perceber que as coisas não acontecem como deveriam. Temos que sair da falácia. Conhecemos o direito à saúde, mas não sabemos como oferecer esse direito a quem precisa”.

(Agência Brasil)

LITURGIA DIÁRIA-2ª Semana do Advento - Terça-feira 09/12/2014

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Evangelho (Mt 18,12-14)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: 12Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu?

13Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. 14Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos.

 

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.